Colorado mais uma vez de Luto pelo falecimento do pioneiro Hélio Luiz Haeser, o polaco da melancia

O Agricultor e comerciante do ramo de venda de melancia Hélio Luiz Haeser, Faleceu vitima de câncer que há vários anos vem lutando para sobreviver.

Hélio, o polaco da melancia, vendia melancia e outras frutas na avenida Paulo de Assis Ribeiro com a Humaitá, na esquina da Secretaria da fazenda. Ali reunia dezenas de pessoas entre freguês e amigos que sempre paravam para colocar os assuntos da cidade em dia, entres os frequentadores, O Severino Vieira, o velho Bil, Lauro da SEFAZ, Agustinho do Gás, os guardas da SEDAM.

Hélio e sua esposa Nair saiam todos os dias bem cedo de casa e retornavam no final da tarde. O polaco jamais será esquecido, quem passar por lá agora vai ter seu pensamento voltado para a imagem dele ali em pé ou sentado no velho banco, conversando enquanto a esposa servia mais um talha de melancia gelada.

Segundo informações do site conesul acontece, ele faleceu ontem 5 em sua residência, próximo da Linha 7 na BR 370 sentido Cabixi. Está sendo velado em sua casa e o sepultamento, acontece hoje no cemitério da Linha 4.

Nota da redação

O Hélio chegou em Colorado do Oeste em 1977, nos primórdios anos de fundação do então projeto do INCRA denominado 21. Antes de ser agricultor ele foi motorista da EUCATUR e taxista. Deixa a viúva Nair, os filhos  Marcia Terezinha Strensk Haeser e Marcio Luiz Haeser, e os netos uiz Henrique Augusto Haeser, Dayana Augusto Haeser, Rhallyson Cohado Haeser Ferreira e Rayani Priscilla Haeser Ferreira.

 

 

Por Luiz Lobato

Fonte e fotos  site cone sul acontece

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.