CrediSIS promove Summit sobre Gestão de Riscos

Palestrantes discorreram sobre a teoria, operacional e resolução para a implementação da cultura de risco

 

 

  1. Mais de 120 colaboradores participaram do Summit Gestão Integrada de Riscos (GIR), promovido pelo Sistema CrediSIS, em parceria com o Sistema OCB/Sescoop. O evento aconteceu no auditório Aron do Máximos Business, em Ji-Paraná, na última sexta-feira (31).

De acordo com o idealizador do projeto e gerente de Gestão Integrada de Riscos, do Sistema CrediSIS, Claiton Cont, o evento surgiu de uma necessidade de aculturamento dos dirigentes. O público-alvo envolveu presidência, conselhos de administração e fiscal, diretoria executiva, gerência e agentes de controles internos. “A área tem como finalidade gerenciar todas as exposições de riscos que o nosso sistema incorre. Com esta responsabilidade, eu idealizei este evento para tratarmos dos princípios e do processo de gestão de riscos, bem como do fluxo de informações e das atribuições de todas as áreas na gestão de riscos da instituição”, ressaltou.

Na abertura, Claiton Cont e o CRO (Chief Risk Officer) do departamento de Gestão Integrada de Riscos do Sistema CrediSIS, Everaldo Moreira de Oliveira, recepcionaram os participantes e fizeram uma introdução sobre o GIR. “A gestão integrada de riscos deve ser vista como uma oportunidade para identificarmos as ações necessárias para analisar os riscos de forma crítica, e ter uma dimensão ampla das questões para as tomadas de decisões”, explicou Everaldo Oliveira.

O presidente do Sistema CrediSIS, Donizetti José, falou sobre a importância da Gestão de Riscos e que a Central não tem medido esforços para levar todo o conhecimento para os diretores e colaboradores. “O sistema tem hoje mais de 27 mil cooperados, mais de 800 colaboradores, mais de R$ 750 milhões de ativos, portanto, precisamos enxergar o sistema com olhos muito cautelosos e investir neste aprendizado”, disse.

“Quando fomos convidados para participar deste evento junto com o CrediSIS, nós topamos na hora, porque é assim que o cooperativismo avança”, salientou o presidente do Sistema OCB/Sescoop em Rondônia, Salatiel Rodrigues. Na ocasião, ele também apresentou dados sobre o cooperativismo no País e sobre o trabalho do Sescoop no estado.

Este é o primeiro grande evento do Sistema CrediSIS na área de riscos e, conforme Claiton Cont, a intenção é tornar este um evento cultural, que seja repetido anualmente.

“Agradecemos a OCB/Sescoop pela parceria, que não mediu esforços em nos ajudar nesta grandiosa realização”, finalizou.

 

PRIMEIRO TEMA

Governança, conceitos e aspectos fundamentais no gerenciamento de riscos corporativos foi o tema ministrado por Mário Sérgio Ferreira Mendes, sócio-diretor da M2I Consultoria com mais de 15 anos de experiência em Risco em instituições financeiras, graduado em Administração de Empresas e Análise de Sistemas. Pós-graduado em Recursos Humanos, Gestão de Projetos, Marketing e Negócios. “É importante termos um modelo de gestão para antevermos o que vai acontecer. Temos que entender como a governança se posiciona diante dos riscos”, observou Mendes.

Posterior a palestra ocorreu a mesa redonda com três facilitadores: O presidente da CrediSIS Oeste, Tarciso Gabiatti, o ex-presidente da CrediSIS CrediBrás, Augusto Cesar, e o vice-presidente do Sistema CrediSIS, Otelo Castellani.

“Estamos vivendo um momento muito importante no Sistema CrediSIS. A governança parte que todos os gestores, presidentes e diretores estejam unidos. E percebemos que isto está acontecendo. Temos políticas, regulamentos, leis e resoluções que nos dão diretrizes para nosso trabalho. Estamos juntos discutindo estratégias e assumindo responsabilidades. A implantação do GIR é mais uma etapa neste crescimento do sistema”, declarou Castellani.

 

SEGUNDO TEMA

Cultura de Risco foi o segundo tema, palestrado por Marcos Assi, professor da Fecap, mestre em Ciências Contábeis pela PUC/SP, instrutor de controles internos da confederação nacional das instituições financeiras e da ABBC, sócio-diretor da Massi Consultoria e treinamento Ltda e autor de cinco livros.

Marcos Assi, além de exemplificar situações de risco, também explicou termos e pontuou aspectos da identidade corporativa: “O processo precisa ser conhecido por todos. Não adianta jogar a culpa para o outro”.

Como facilitadores foram convidados o diretor Administrativo da CrediSIS Sudoeste, Fernando Mielke, o gerente de Expansão da CrediSIS EuCred, Rivadavia Braga, e o diretor Financeiro da CrediSIS CrediAri, Antônio Kunio.

 

TERCEIRO TEMA

Visão integrada de riscos foi o terceiro tema, discorrido por Edilson Rodrigues de Souza, especialista em Teoria Econômica pela UnB, Brasília/DF, analista do Banco Central desde 1994. É chefe do Departamento de Supervisão do Banco Central Regional Belém, supervisor de Fiscalização do Departamento de Supervisão de Cooperativas e de Instituições Não Bancárias (Desuc).

Edilson de Souza fiscaliza a Gestão Integrada de Riscos no Sistema CrediSIS. A primeira vez que esteve no Sistema foi em 2016. Para ele, a cultura de riscos está em expansão. “O Banco Central supervisiona a implantação e implementação de uma estrutura de gerenciamento de riscos que atenda a complexidade do sistema. A central do CrediSIS tem obtido resultados positivos neste processo. Gostei do ciclo de palestras do Summit. A primeira foi mais teórica, a segunda sobre a parte operacional e eu detalhei sobre a resolução”, ponderou.

Para a mesa redonda foram chamados o gerente Geral da CrediSIS CapitalCredi, Eleonildo Pachoal, o gerente de Expansão da CrediSIS CrediAri, Alcir Gotardo, e o diretor Administrativo da CrediSIS Leste, Tiago Zandona.

 

PARTICIPANTES
Do Sistema do CrediSIS participaram colaboradores da CentralCredi e das cooperativas CrediAri, CrediBem, CapitalCredi, CrediBrás, EuCred, JiCred, CrediSIS Leste, CrediSIS Sudoeste, Cooperufa, CrediSIS Oeste e CrediSIS Belém. Também foram convidados outros sistemas cooperativos como a Sicredi, Sicoob e Cresol.

 

FUNDAÇÃO JICRED

Alunos da Fundação JiCred abriram o Summit com o Hino Nacional e apresentaram duas músicas. O professor Edimilson também explicou sobre o objetivo da fundação e das ações realizadas, além da música. “Estes eventos são muito importantes para nós. Podemos apresentar o talento destes alunos e ainda propagar a nossa fundação”, disse.

 

DEPARTAMENTO

O departamento de Gestão Integrada de Riscos do Sistema CrediSIS foi criado a partir da resolução 4.557/17, do Banco Central (Bacen). A Gestão de Riscos propõe crescimento, sucesso e perenidade das instituições que praticam este modelo de gestão. Utilizando uma linguagem universal e aprimorando a cultura focada nos riscos, as instituições identificam, avaliam, mensuram, tratam, monitoram e revisam seus riscos e objetivos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.