Deputado Edson Martins pede com urgência ao Governo e ao DER a recuperação da RO-473

Parlamentar explica que a população de Alvorada, Urupá e Teixeirópolis pedem socorro à Assembleia

O deputado Edson Martins (MDB), no grande expediente da sessão ordinária desta terça-feira (8), disse que a RO-473 está em péssimas condições. Ele contou que está em um grupo de WhatsApp, juntamente com outros parlamentares, onde se fala em paralisação geral por conta da situação da rodovia. “Mas eu não concordo com isso”, esclareceu. A estrada liga Alvorada do Oeste, Urupá e Teixeirópolis à BR-364.

O deputado Edson Martins explicou que a população dos municípios de Urupá e Teixeirópolis tem razões para reclamar. “Eles se dirigem aos deputados, como se fosse de nossa responsabilidade a manutenção. Espero que o Governo do Estado solucione esta questão”, detalhou.

Ele pediu ao governador e ao diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), coronel Erasmo Meireles, para que tome providências com urgência, alertando que o caos estará instalado se alguma coisa não for feita antes do início do período chuvoso.

Apartes 

Ismael Crispin (PSB) parabenizou Edson Martins pelo tema relevante, citando que desde fevereiro os deputados estão clamando pelas estradas. “A população está fazendo manifestações, pedindo socorro. Existem outras rodovias no Estado em condições semelhantes, como a Rodovia do Café. Não conseguimos entender o que está acontecendo, porque estamos fechando o ano”, destacou.

Também em aparte, o deputado Luizinho Goebel (PV) disse que também está no grupo do WhatsApp. Ele afirmou que praticamente todas as rodovias estão em más condições. “Inventaram um negócio de solocimento, que não funciona. Onde ontem era uma panela, hoje terá que se reconstruir toda a rodovia. Temos que mudar a ideia que está em prática”, afirmou.

O deputado Cirone Deiró (Podemos) disse que o setor produtivo fica cada vez mais preocupado e tenso, devido ao período chuvoso. “Temos estradas na Zona da Mata em péssimas condições. Falei com o coronel Meireles sobre a necessidade de disponibilizar máquinas para toda aquela região”, esclareceu.

O deputado Adelino Follador (DEM) afirmou que o tema é importante, porque o Governo precisa se preocupar mais com as condições das estradas. “Existem rodovias que nem foram patroladas. Esse negócio de solocimento não funciona. Quando passa o material, é possível trafegar rápido pelo local, mas depois a situação fica muito difícil”, adiantou.

O deputado Ezequiel Neiva (PTB) disse que ficou dois anos à frente do DER, e que neste período, de outubro a dezembro, eram feitas três manutenções para que fosse possível suportar os meses chuvosos. “Hoje boa parte das bases do asfalto frio está comprometida. É utopia acharmos que o DER vai recuperar essas rodovias com a estrutura que existe hoje”, considerou.

Adailton Fúria (PSD) questionou as condições financeiras do DER para recuperar as rodovias. “Já se passou um ano deste governo. A população de Ministro Andreazza está ilhada, e somente uma operação tapa-buraco não resolve a situação da RO-471. Existem três buracos para cada veículo que trafega por lá, e a prefeitura de Cacoal está emprestando máquinas para o DER”, citou o deputado.

Rosangela Donadon (PDT) disse que na região do Cone Sul a situação está idêntica, e que a população tem cobrado dos deputados. “O que cabe a nós é cobrar do governo. Fica esse alerta ao diretor geral do DER, para que dê uma atenção especial às estradas”, acrescentou a parlamentar.

Jhony Paixão (PRB) disse que para a situação ficar ruim é preciso melhorar muito. Ele afirmou ter ido ao DER e não ter recebido um tratando digno. “Vou mandar a localização da rodovia para o diretor geral, porque de repente ele não sabe onde fica a RO-473, onde a população precisa de apoio com urgência”, destacou.

Autor: Nilton Salina-Decom-ALE/RO 

Foto: José Hilde-Decom-ALE-RO

 

Luíz Gonzaga Sales Lobato Autor

CNPJ 24.280.898/0001-67 CNPJ Empresa: LUIZ GONZAGA SALES LOBATO-ME

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.