Inclusão digital: idosos do CATI aprendem a lidar com tecnologia no IFRO de Vilhena

Curso dura 10 meses e pretende apresentar novas tecnologias para os idosos

 

Todas as vantagens do mundo moderno através da Internet estão agora acessíveis para os idosos do Centro de Atendimento à Terceira Idade (CATI). A entidade oferece a partir de agora curso de introdução à Internet, informática e noções básicas no uso de novas tecnologias.

A ação acontece em parceria com o IFRO (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia) na realização de cursos com duração de 10 semanas. Ao todo foram ofertadas pelo Instituto 20 vagas para os idosos estudarem todas as terças-feiras, das 14h às 17h, com transporte garantido desde suas casas. Além disso haverá aulas de educação física.

A iniciativa também beneficia os estudantes e professores do Instituto que terão a oportunidade de trocar experiências de vida e auxiliar no ensino dos idosos.  O que para os jovens é considerado algo comum, como salvar um contato no celular, por exemplo, para muitos dos idosos é um tabu. As aulas iniciaram no dia 18 de setembro e o tabu já começou a ser desfeito.

Zoeila Godoy tem 69 anos e está se recuperando de um câncer no útero. Nas aulas, seu marido, Geraldo Alves, de 65, acompanha as aulas bem de perto. “Na minha infância eu trabalhava na roça e cresci ouvindo meu pai dizer que mulher não tinha que estudar. Parece tarde, mas pra mim essa oportunidade de aprender algo tão moderno é uma conquista, uma vitória muito marcante pra mim. Essas atividades do Centro do Idoso têm sido uma verdadeira terapia no meu tratamento”, conta, emocionada.

A atividade também é revigorante para os professores e monitores do curso. “A partir de agora estou tendo a oportunidade de entrar no mundo deles. Meus avós moram longe, mas tenho certeza que quando rever eles levarei comigo esse aprendizado para beneficiá-los também”, conta uma das estudantes e monitoras do projeto no IFRO, Lissya Giulia, de 16 anos.

 

Semcom

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.