Notícia do Estado
sábado , 21 outubro 2017

Maurão de Carvalho e Airton Gurgacz requerem Voto de Louvor a professora indígena de Cacoal

Elisângela Dell-Armelina Suruí foi uma das vencedoras do prêmio nacional Educador Nota Dez

 

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB) e o deputado Airton Gurgacz (PDT) requereram à Mesa Diretora a entrega de Votos de Louvor a professora Elisângela Dell-Armelina Suruí de Cacoal, que foi uma das vencedoras do Prêmio Educador Nota 10 de 2017.

De acordo com Maurão, a Fundação Victor Civicta falou um pouco sobre o projeto de Elisângela, que foi premiado este ano. Segundo documento, a professora desenvolveu um método para que seus alunos, estudantes da Escola Indígena Sertanista Francisco Meireles e de etnia Paiter Suruí, aprendessem a língua portuguesa de forma mais rápida, através de um material que liga ambos os idiomas e também a linguagem de sinais.

“Os alunos tinham dificuldade para escrever nesse idioma e para entender os materiais didáticos em língua portuguesa. Por isso, ela preparou junto com eles um caderno de atividades de escrita e leitura na língua materna, estabelecendo relações com a língua portuguesa e com a de sinais, já que existem muitos surdos entre o povo Paiter”, afirmou a fundação.

Em requerimento, o presidente da Casa exalta o trabalho da professora. “Graças a ela, classes inteiras de alunos, que sabiam falar apenas sua língua materna, agora falam também em português e em língua de sinais”, afirmou Maurão.

O deputado Airton Gurgacz também falou do trabalho de Elisângela. “Ela organizou o projeto para que todos pudessem trabalhar de acordo com seus saberes. É uma homenagem muito merecida, pois graças ao trabalho dela, Rondônia foi bem representada nacionalmente na área da educação”, concluiu.

Premiação

O prêmio Educador Nota 10, que reconhece professores da educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de todo o pais, foi fundado pela Fundação Victor Civita em parceria com a Fundação Roberto Marinho e hoje se encontra em sua 20ª edição.

Os candidatos que desejam participar enviam seus projetos, que são selecionados por uma comissão composta por profissionais da Educação, especialistas nas diversas disciplinas. São escolhidos 50 finalistas, entre estes os dez finalistas e, por fim, o Educador do Ano.

A cerimônia para escolher o vencedor do concurso acontecerá no dia 30 de outubro, em São Paulo.

 

Autor: Isabela Gomes                                                                            Data: 06/09/17

Foto Marisvaldo José Decom ALE-RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticia do Estado

Inscreva-se e fique informado sobre os assuntos.

Obrigado por Se inscrever