Prefeito apresenta projetos da Parceria Público Privada da Redação

O prefeito Hildon Chaves e o presidente da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, Marcelo Thomé, apresentaram nesta quinta-feira (14), os projetos que integram o Programa de Concessões e Parcerias Público Privadas do município. O evento ocorrido na Casa da Indústria (Fiero), teve a participação de várias autoridades e representantes do setor produtivo da capital rondoniense.
Hildon lembrou que o programa, que inicialmente conta com sete projetos, foi uma promessa de campanha que ele está cumprindo no primeiro ano de seu mandato. “Durante a campanha, prometi trabalhar com as PPPs para dar mais celeridade e qualidade aos serviços prestados pelo município, além de trabalhar a modernização da máquina administrativa. E esse programa representa isso”, disse.

Para o prefeito, o programa também representa uma quebra de paradigmas por causa da mudança de postura com relação ao setor produtivo e a classe empresarial como um todo. Dr Hildon lembrou que antes, os empresários que demonstravam interesse em investir na cidade eram praticamente ignorados pelo município. Com a nova visão político administrativa, eles passam a ser aliados, parceiros da prefeitura.

O presidente da Agência de Desenvolvimento, Marcelo Thomé, afirmou que a partir de março do próximo ano, o programa passará a ser divulgado também em outros estados com o intuito de despertar o interesse de investir em Porto Velho mais empresas brasileiras. Já estão agendadas visitas a pelo menos quatro capitais — São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Recife (PE).

“O primeiro projeto em andamento, o de iluminação pública, foi acessado por sessenta empresas, sendo que doze estão habilitadas a realizar estudos de projetos. Esse é um número considerável, não só em relação ao número total, mas também em relação ás empresas que foram habilitadas. Para se ter uma ideia, São Paulo, quando lançou o programa, teve quatorze empresas habilitadas, nós tivemos doze”, adiantou.

Projetos

Sete projetos de grande, médio e pequeno porte estão previstos para serem desenvolvidos na cidade por meio do Programa de Concessões e Parcerias Público Privadas. O primeiro deles, e o que está com o processo mais adiantado é o de iluminação pública. O edital teve 12 Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMI) habilitados a realizar o estudo de projeto para serem apresentados à prefeitura.

O projeto prevê ainda a instalação de lâmpadas de LED em 50 mil pontos de iluminação em um investimento estimado em R$ 100 milhões. O projeto amarra também a adequação da infraestrutura de Porto Velho para o conceito smart city, ideia que envolve sustentabilidade, energia, bom gerenciamento do lixo, melhorias no trânsito, integração entre sistemas públicos, oferta de serviços digitais para o cidadão, entre outros.

O projeto de saneamento básico — uma demanda da cidade que vem desde o Século XIX — tem um investimento estimado acima de R$ 1 bilhão em obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Essa responsabilidade, que havia sido repassada ao Estado pela prefeitura, retornou ao município depois de um acordo entre o prefeito Hildon e o governador Confúcio Moura.

Há ainda o projeto de construção e operação do novo Centro Administrativo Municipal Integrado, construção e operação de um Centro de Abastecimento Agrícola (Ceasa), Implantação e Operação de estacionamento rotativo no centro para uma frota de 100 mil veículos, Construção do novo Shopping Popular e a requalificação do complexo da estrada de ferro Madeira-Mamoré como centro cultural, de lazer e entretenimento.

Fonte Rondoniagora

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.