Notícia do Estado
sexta-feira , 15 dezembro 2017

Presidente da Assembleia discute ampliação e melhorias no estádio Aluizão

Maurão se reuniu com o vice-governador, prefeito da capital e dirigentes esportivos para tratar da questão

 

 A possibilidade de o estádio Aluízio Ferreira, o Aluizão, receber melhorias e ampliação, para poder sediar jogos de competições que exigem acomodações para, no mínimo, 10 mil torcedores, está cada dia mais próxima de se tornar realidade. Para tratar da questão, o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), se reuniu nesta quarta-feira (29), com o vice-governador, Daniel Pereira (PSB), com o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB) e dirigentes esportivos.

Na pauta, inicialmente, foi tratado que uma obra de ampliação no estádio teria que vir acompanhada de um projeto de impacto de trânsito, que é gerenciado pela prefeitura. A saída apontada foi o aproveitamento das vagas de estacionamento do Palácio Rio Madeira e a nova sede da Assembleia, para os dias de jogos.

“Para isso, é preciso fazermos um termo de cooperação e a Assembleia está disposta a fazê-lo, para contribuir com o esporte local, oferecendo a nossa estrutura de estacionamento para abrigar os veículos, em dias de jogos”, disse Maurão.

Daniel Pereira afirmou que nas principais praças esportivas do país, é preciso fazer ajustes na questão de estacionamento. “O que estamos propondo é que esses estacionamentos sejam utilizados nos dias de jogos, que ocorrem no meio da semana, à noite, e aos finais de semana, períodos em que não há atividades nessas repartições públicas”, completou.

O prefeito adiantou que deverá encaminhar à Câmara de Vereadores um projeto ajustando as exigências para os impactos de trânsito, o que permitiria a cedência do dos espaços públicos de estacionamento, em dias de jogos. “Estenderíamos essa distância do estacionamento até o local dos jogos, para além dos 200 metros, como é hoje, atendendo perfeitamente a esta situação”.

Reforma e ampliação

Para reformar e ampliar o estádio, foram aventadas algumas situações. Primeiro, Maurão abordou que existe um recurso do Pidise (Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica do Estado de Rondônia), da ordem de R$ 15 milhões, que poderiam ser destinados às obras. Mas, como 2018 é ano eleitoral, o processo licitatório e de outras questões administrativas e burocráticas iriam emperrar a liberação do dinheiro.

Outra hipótese é que, como a estimativa é de gastos em torno de R$ 12 milhões para o projeto, seriam assegurados parte dos recursos via Governo e a outra parte através de emendas parlamentares. Maurão se comprometeu em trabalhar essas emendas com os parlamentares.

O presidente da Federação de Futebol de Rondônia, Heitor Costa, e os presidentes do Gênus, Evaldo Silva, e do Rondoniense, Antônio Tadeu, também participaram da reunião. Heitor Costa presidente da Federação de Futebol do Estado de Rondônia, a pedido do vice-governador, inclusive ficou de agendar um encontro com a cúpula da CBF, para tratar da possibilidade de a entidade máxima do futebol, ser parceira nessa missão de dotar a capital de um estádio em boas condições.

or Eranildo da Costa Luna

Foto Marisvaldo José esporte,Decom ALE-RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *