Testemunha vai presa após tentar enforcar PM dentro de viatura – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Cepol (Foto: arquivo / Campo Grande News) 
Caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Cepol (Foto: arquivo / Campo Grande News)

Testemunha de 38 anos, que não teve o nome divulgado, foi presa após tentar enforcar um sargento da PM (Polícia Militar) dentro da viatura. O caso aconteceu na madrugada deste sábado (16), na Rua Antônio da Silva Batuíra, no Parque Residencial dos Girassóis, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, por volta de 1h, as equipes policiais foram acionadas para atender ocorrência de perturbação da tranquilidade. Ao chegar ao local, a PM encontrou um aglomerado de pessoas na residência com som alto e gritaria.

Foi dada ordem para os irmãos de 29 e 26 anos, donos da festa, para encerrar o evento em razão do horário e das reclamações realizadas pelos vizinhos, situação que foi acatada pelos proprietários da residência.

Os policiais encerram a ocorrência e foram embora. Quarenta minutos depois, a equipe foi acionada novamente. A algazarra continuava. Segundo uma testemunha, depois que a viatura saiu, os suspeitos aumentaram o som, passaram a fazer piadinhas e chacotas para ofender os vizinhos.

Os policiais deram ordem de prisão aos donos da casa. Mas eles resistiram e se recusaram a entrar na viatura. Reforço policial foi acionado. Durante a ocorrência, uma mulher começou a filmar a ação. Foi solicitado, então, o aparelho para que servisse de provas, pois ela havia filmado toda a ocorrência. Porém, a testemunha se recusou dizendo que só entregaria o celular na delegacia e concordou, segundo registro policial, a ir com a equipe na condição de testemunha até a Depac/Cepol, onde o caso seria registrado.

Durante o trajeto, a mulher que estava sentada no banco traseiro começou a se debater e tentou enforcar o sargento, que seguia no banco dianteiro. Ela recebeu ordem de prisão e foi algemada. O caso foi registrado como ameaça, infração de medida sanitária preventiva, resistência, desobediência e pertubação do trabalho e sossego alheio. A mulher foi presa em flagrante. Já os irmãos prestaram depoimento e foram liberados.

FONTE:CAMPO GRANDE NEWS

 

Luíz Gonzaga Sales Lobato Autor

CNPJ 24.280.898/0001-67 CNPJ Empresa: LUIZ GONZAGA SALES LOBATO-ME

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.