Vilhenenses expõem obras de arte na Itália e recebem certificado da embaixada de Roma

 

Linha de apoio

Artistas renomadas na região ganham reconhecimento também na Europa

 

No mês passado a pintora Gracia Benelli Azevedo, também curadora e professora de arte dos programas do Cras (Centro de Referência de Assistência Social) e do Cati (Centro de Atendimento à Terceira Idade), recebeu e entregou certificados às alunas Anita Pietchaki e Camila Schneider.

 

Gracia, veterana em ministrar aulas e expor obras fora do país, já expôs em países como Alemanha, Argentina, Áustria, Chile, China, Eslováquia, Espanha, França, Grécia, Inglaterra, Tailândia entre outros. As obras contempladas dessa vez foram “Pôr do Sol Vale do Guaporé” e “Tigela Transparente com Maçãs”.

 

E foi através das aulas ministradas, há alguns anos no CRAS, que Camila Schneider despertou a artista que havia dentro de si, estudou por 2 anos e hoje recebe com prestígio o seu primeiro certificado internacional de exposição de obra de arte. Suas telas expostas foram “Bailarina” e “O Bosque”.

 

“Há 5 anos atrás eu jamais imaginaria que hoje estaria recebendo o reconhecimento do meu trabalho através da arte”, revela Camila.

 

Anita Pietchaki, também tem relacionamento antigo com a arte e tem carreira profissional longa na pintura. Formada em educação artística na década de 70, com um gosto variado do clássico ao contemporâneo, a pintora vilhenense expôs suas obras na África, Europa, América Central e Brasil. Dessa vez o certificado da embaixada de Roma foi para agradecer e contemplar as obras “A Justiça” e “A Bailarina”.

 

A embaixada de Roma enviou as obras com os certificados e uma carta de agradecimento ao prefeito atual por apoiar a Arte e Cultura na cidade, já que as artistas contaram com a parceria da Fundação Cultural.

 

Semcom

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.